Valeria Valgonen campeã da Volta a Portugal Feminina Cofidis.

Valeria Valgonen campeã da Volta a Portugal Feminina Cofidis.

Valeria Valgonen junta etapa e classificação geral da Volta a Portugal Feminina Cofidis. Russa venceu em Gondomar. Vejam o vídeo.

O último dia de prova teve 84,4km e três prémios de montanha na ligação entre Murtosa e Gondomar. A juntar ao difícil terreno apareceu a chuva inclemente durante toda a jornada.

Ao km 38,9 no prémio de montanha de São João de Ver só 30 corredoras ficaram na frente. A campeã nacional Cristiana Valente (Glassdrive/Chanceplus/Allegro), 5ª na geral, caiu e foi forçada a abandonar.

A 13,8 km da meta, na penúltima montanha, destacou-se um trio liderado pela 2ª classificada, Miryam Nuñez (melhor trepadora da competição). Mesmo com a equatoriana na frente, a Massi Tactic fez a perseguição para defender a amarela de Valeria Valgonen.

Já em Gondomar a russa fez a ponte para a frente com mais duas atletas e venceu o sprint na empinada Avenida Multiusos selando o triunfo na Volta a Portugal Feminina Cofidis.

“Estou muito feliz, mas sinto-me morta. Tinha muito más sensações antes da etapa, mas as minhas colegas trabalharam tanto para mim durante a corrida que queria dar-lhes esta vitória. Estou muito feliz por tê-lo conseguido e espero que este triunfo seja importante para a minha carreira.”

Valeria Valgonen
Créditos: João Fonseca

Ana Caramelo foi a melhor portuguesa

Após o abandono de Cristiana Valente abriu-se a batalha entre as corredoras nacionais para ver quem terminava mais acima na geral.

Ana Caramelo foi a melhor portuguesa fechando a Volta a Portugal Feminina Cofidis na 6ª posição (a 1:12 de Valgonen) numa boa semana da Matos Mobility/Optiria que ainda venceu duas etapas.

Nota ainda para duas jovens com futuro risonho pela frente: Beatriz Roxo foi 10ª ao serviço da Cantábria Deporte-Rio Miera) a 1:28 da campeã, enquanto a júnior Marta Carvalho (Extremosul/Hotel Alísios/CA Terras do Arade) terminou 14ª da geral ganhou a classificação da juventude.

“Esta camisola é muito, muito importante para mim, porque mostra que estou no bom caminho e o trabalho está a dar resultados. Senti-me bem ao longo destes dias, melhor até do que estava à espera antes da Volta”.

Marta Carvalho

Valgonen entra no radar de talentos a seguir

A 3ª edição a Volta a Portugal Feminina Cofidis viaja para a Rússia por Valeria Valgonen, talento de 20 anos que em juniores chegou a fazer parte do top 15 mundial. Há dois anos foi 11ª no Mundial de Leuven e é da mesma geração do que Zoe Backstedt, Eglantine Rayer ou Alena Ivanchenko, atletas já integradas em estruturas do WorldTour.

A atleta da Massi Tactic sucede à sueca Nathalie Eklund, que logo após triunfar em Portugal saltou para o máximo escalão com a Israel Premier Tech).

Em 2021 a vitória foi de Raquel Queirós, ciclista olímpica em Tóquio 2020 no mountain bike, disciplina à qual se tem dedicado a fundo nos últimos anos. Três campeãs e três atletas com potencial, Valgonen entra no radar de talentos a seguir.

Noticias relacionadas

Seis destaques da Volta a Portugal do Futuro

Seis destaques da Volta a Portugal do Futuro

Bruno Pires já ganha com a Tudor

Bruno Pires já ganha com a Tudor

Evenepoel e Roglic no Dauphiné

Evenepoel e Roglic no Dauphiné

Rui Oliveira fez a festa com Tadej Pogacar no Giro

Rui Oliveira fez a festa com Tadej Pogacar no Giro

Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais