O quem é quem das portuguesas na Vuelta

O quem é quem das portuguesas na Vuelta

Daniela Campos, Beatriz Roxo, Vera Vilaça e Mariana Líbano correm a Volta a Espanha. Que equipas representam? Como chegaram à elite? As respostas no TopCycling.

Está a decorrer a Volta a Espanha, a primeira grande Volta do calendário feminino da temporada. Portugal tem quatro representantes, embora sejam seis as corredoras que correm em equipas espanholas.

O ciclismo feminino divide-se em WorldTour (15 equipas) e escalão Continental, a segunda divisão. Ao contrário do ciclismo masculino, não há uma categoria intermédia equivalente às ProTeams.

A primeira e única portuguesa a chegar ao WorldTour é Maria Martins, na Fenix-Deceuninck.

Porque há tantas portuguesas a correr em Espanha? Primeiro porque não há nenhuma formação nacional de categoria Continental; segundo porque há três Voltas espanholas no WorldTour, mais 10 provas UCI e isso permite aceder a um calendário de perfil internacional; terceiro pela proximidade geográfica.

As quatro ciclistas nacionais presentes na Vuelta têm todas perfil de seleção e a maioria passaram ou ainda conciliam a estrada com outras variantes do ciclismo. Vamos às apresentações.

Daniela Campos é a campeã nacional de fundo e de contrarrelógio em elites.

Daniela Campos (Bizkaia-Durango)

É a campeã nacional de fundo em elites e bicampeã de contrarrelógio na mesma categoria. Daniela Campos está na terceira época ao serviço da Bizkaia-Durango, equipa basca dirigida por Agurtzane Elorriaga, gregária da histórica Joane Somarriba – venceu três Tour de France (2000, 2001 e 2003), dois Giro de Itália (1999 e 2000) e foi campeã mundial de contrarrelógio (2003).

Daniela Campos tem 21 anos e é natural de Boliqueime. Chegou à Vuelta após recuperar de fratura na clavícula no início da época enquanto competia no velódromo de Anadia, mas a pista já lhe permitiu conquistar três medalhas em eventos internacionais.

A algarvia destacou-se no passado Europeu de estrada (realizado em Anadia) com um 16º posto no contrarrelógio e ao longo da época venceu a Clássica do Arroz (Valência).

Além de Daniela Campos a Bizkaia-Durango tem no plantel a sub-23 de segundo ano Beatriz Pereira. A famalicense foi campeã nacional em juniores (2021) pela Bairrada.

  • 1ª Nacional de estrada prova de fundo Elites (2022)
  • 1ª Nacional de estrada contrarrelógio Elites (2022)
  • 3ª Europeu Sub-23 em scratch (2022)
  • 2ª Jogos do Mediterrâneo prova de fundo Elites (2022)
  • 1ª Europeu JR em eliminação (2020)
  • 3ª Europeu JR em omnium (2020)
Beatriz Roxo em ação pela equipa da Cantábria.
Créditos: Río Miera Cantabria Deporte

Beatriz Roxo (Río Miera-Cantabria Deporte)

Aos 19 anos está na segunda época a representar a Cantábria-Rio Miera. Beatriz Roxo deu nas vistas em provas internacionais pela seleção e foi recrutada por uma equipa que lhe permite conciliar o ciclismo com o curso de Gestão que está a tirar na Faculdade de Economia do Porto.

A atleta natural de Vila Nova de Gaia já fez Europeus e Mundiais tanto de estrada como de pista, aparecendo no plano interno na Academia de Paredes.

  • 1ª Taça de Portugal JR (2021)
  • 1ª Nacional de estrada prova de fundo JR (2020)
Vera Vilaça e a Massi-Tactic na apresentação da Vuelta em Torrevieja.
Créditos: Unipublic/Charly López

Vera Vilaça (Massi-Tactic)

Tem 25 anos e está a estudar Medicina. Como se o curso por si só não fosse um desafio, Vera Vilaça embarcou noutro: trocar o triatlo pelo ciclismo de estrada!

Em 2021 fez a transição e em 2022 recolheu os frutos com o 3º lugar na Volta a Portugal representando a Veloperformance. Perdeu para a equipa que agora lhe abriu as portas da Vuelta a Espanha, a Massi-Tactic, projeto sediado na Catalunha, na localidade de Torroella de Montgrí (Girona).

A Massi-Tactic está na quarta época como equipa UCI e aposta numa corredora versátil que não tinha previsto correr a Vuelta. Vera Vilaça foi fazer a ReVolta – versão feminina da Volta à Catalunha – e só na véspera do arranque da Vuelta ficou a saber que tinha que substituir uma colega lesionada.

  • 3ª Volta a Portugal (2022)
  • 13ª Jogos do Mediterrâneo (2022)
  • 1ª Taça de Portugal (2021)
  • 2ª Nacional de Elite no triatlo (2021)
  • 1ª Nacional de Elite no triatlo (2020)
  • 11ª Europeu Sub-23 de triatlo
  • 2ª Europeu de Clubes em estafetas mistas (representou o SL Benfica ao lado do irmão, Vasco Vilaça, além de Melanie Santos e João Silva)
Mariana Líbano representa a Soltec na Vuelta.
Créditos: Unipublic/Charly López

Mariana Líbano (Soltec)

Mais uma jovem de 19 anos que se destacou pela Velo Performance/JS Campinense ao adjudicar a edição de estreia da Volta a Portugal sub-19. Mariana Líbano é outro talento multidisciplinar e mostrou-o nos vários escalões etários ao serviço da equipa de ciclismo Os Maiatos.

Natural de Moreira da Maia, foi integrada nos trabalhos das seleções nacionais e até acabou como melhor portuguesa no passado Europeu de estrada de juniores (37ª). Mariana Líbano é um caso sério de talento e provou-o em 2020 dominando a temporada entre as juniores não só na estrada, mas também no ciclocrosse e no BTT.

Está na formação murciana da Soltec, que no ano passado levou à Vuelta a campeã olímpica Anna Kiesenhofer (atualmente na Israel Premier Tech). Preparou a Vuelta em Andorra, estagiando em altitude e é uma corredora com uma enorme margem de progressão em todos os sentidos.

  • 1ª Volta a Portugal Feminina JR (2022)
  • 1ª Nacional de estrada contrarrelógio JR (2022)
  • 2ª Nacional de estrada prova de fundo JR (2022)

A Soltec tem ainda no plantel Sofia Gomes, que não foi escalada.

Subscreve a newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do TopCycling.pt. Segue-nos nas várias redes sociais Youtube , Instagram , Twitter , e Facebook.

Noticias relacionadas

Tour de France 2024 | Etapa 14 | Rivalidades que ficam na história

Tour de France 2024 | Etapa 14 | Rivalidades que ficam na história

Tour de France 2024 | Etapa 13 | Bordures animaram dia de abandonos

Tour de France 2024 | Etapa 13 | Bordures animaram dia de abandonos

Lucas Lopes vence na Volta a Madrid

Lucas Lopes vence na Volta a Madrid

Pogacar vs. Vingegaard nos Pirenéus e Almeida sonha com pódio

Pogacar vs. Vingegaard nos Pirenéus e Almeida sonha com pódio

Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais