Uijtdebroeks na Visma, a correr na Bora e a treinar com a Israel?

Uijtdebroeks na Visma, a correr na Bora e a treinar com a Israel?

O título torna esta situação ainda mais confusa mas explica um pouco do que se tem passado com Cian Uijtdebroeks nos últimos dias.

No passado sábado, a equipa da Jumbo-Visma anunciou a contratação de Uijtdebroeks, mas a Bora Hansgrohe negou esta transferência passados poucos minutos.

A equipa de Van Aert, Vingegaard e companhia comunicou a contratação do prodígio belga através de um post nas redes sociais, afirmando que Cian Uijtdebroeks iria integrar as suas fileiras já a partir de janeiro. 

Apesar de ser uma transferência surpreendente, o que se passou passado uns minutos surpreendeu ainda mais quando a equipa da Bora, também através de um tweet negou esta transferência, dizendo que o corredor belga tem contrato até ao fim de 2024 e vai correr na sua equipa no próximo ano.

A A&J All Sports, empresa que gere Uijtdebroeks veio em defesa da Jumbo dizendo que o contrato do corredor belga terminou no primeiro dia de dezembro e que a UCI já estava ao corrente da situação.

A relação entre Uijtdebroeks e a Bora Hansgrohe ja não era a melhor e o ciclista de 20 anos já tinha mostrado o seu descontentamento com a equipa e Vlasov na última Vuelta a Espanha, prova na qual terminou em oitavo.

Uijtdebroeks treinou com Froome e a Israel Premier Tech

Passado um dia, no domingo, Uijtdebroeks apareceu numa publicação de Chris Froome no Instagram. Nesta fotografia o jovem belga surge ainda com o capacete da Bora mas com um maillot negro, a treinar com elementos da Israel Premier Tech em Girona

Richard Plugge criticado

Para além de toda esta incerteza sobre o futuro de Uijtdebroeks, esta situação colocou Richard Plugge debaixo de fogo. Isto porque para além de ser o CEO da Jumbo-Visma, Plugge também acumula funções como presidente da AIGCP (Associação Internacional dos Ciclistas Profissionais).

Esta dupla função tem sido criticada por alguns diretores gerais, devido a conflitos de interesse que poderiam surgir, e as críticas acentuaram-se depois destas notícias. Cédric Vasseur, diretor da Cofidis, usou a rede social X para tecer duras críticas a Plugge:

” Tem de respeitar as regras e demitir-se imediatamente. Saia.”

Escreveu Vasseur

A Bora Hansgrohe pede um milhão de euros para deixar Cian Uijtdebroeks sair antes do término do seu contrato. Já durante o dia de hoje Uijtdebroeks foi filmado a treinar com a equipa da Jumbo-Visma em Espanha com um equipamento neutro sem patrocinadores.

Subscreve a newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do TopCycling.pt. Segue-nos nas várias redes sociais Youtube , Instagram , Twitter , e Facebook.

Noticias relacionadas

Volta à Suíça, etapa 7 – UAE Emirates assusta para o Tour

Volta à Suíça, etapa 7 – UAE Emirates assusta para o Tour

Volta à Suíça, etapa 6 – O dia de João Almeida

Volta à Suíça, etapa 6 – O dia de João Almeida

Volta à Suíça – Etapa 5 – Espetáculo de João Almeida

Volta à Suíça – Etapa 5 – Espetáculo de João Almeida

Volta a Portugal 2024 – Já se conhecem as etapas

Volta a Portugal 2024 – Já se conhecem as etapas

Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais