Remco Evenepoel vence Figueira Champions por KO

Remco Evenepoel vence Figueira Champions por KO

Campeão mundial de contrarrelógio venceu isolado na Figueira da Foz. Rúben Guerreiro top 10.

Não é mago nem ilusionista. Também não tem o talento multifacetado do showman Fernando Pereira que se prepara para animar as noites do Casino da Figueira com o espetáculo “The Lord of the Voices”.

Remco Evenepoel não sorri muito e cumpre com profissionalismo os apontamentos com os média. Sem conquistar a plateia como Tadej Pogacar nem o carisma de Mathieu van der Poel.

Só que o belga é especial. Em bebé só pode ter caído no caldeirão mágico de Panoramix porque tem forças sobre-humanas só vistas em contadas ocasiões ao longo da história do ciclismo.

No ano em que se vai estrear no Tour de France, Remco Evenepoel decidiu arrancar em Portugal e juntou a Figueira Champions/Casino da Figueira a um palmarés que conta com 51 vitórias.

Rui Oliveira “apadrinhou” a estreia de Mikel Landa na Quick-Step.
Créditos: Marco Miguel

Soudal Quick-Step revalidou o título

Horas antes do início da corrida arriscavam-se prognósticos na zona de meta, situada na Avenida 25 de abril, no centro da Figueira da Foz.

O percurso de 222,1 km foi reduzido para 192,4 km devido ao mau tempo que obrigou a dar menos uma volta ao circuito final.

Remco Evenepoel não desapontou os que apostaram nele e atacou a duas voltas do final chegando a solo.

Deu quase 2:00 aos perseguidores que ficaram a discutir o pódio e que nunca deram a sensação de contrariar o “contrarrelógio” de 55 km do belga.

Rúben Guerreiro bem-disposto à partida para a Figueira Champions
.Créditos: Marco Miguel

Homens da casa voltaram a ser protagonistas.

António Morgado e Rúben Guerreiro procuraram o protagonismo. Atacaram na penúltima subida e foram sempre marcados de perto, mas o público vibrou como raras vezes pode fazer com a atitude do “Bigode Voador” e do “Cowboy”.

Rúben Guerreiro foi 9.º e António Morgado 15.º. Após o 4.º de Rui Costa em 2023 os homens da casa voltaram a ser protagonistas.

Vito Braet (Intermarché-Wanty) venceu o sprint pelo 2.º lugar na frente do campeão de Itália Cristian Scaroni (Astana).

A Soudal Quick-Step revalidou o título que Casper Pedersen tinha ganho em 2023.

Noticias relacionadas

Specialized apresenta a nova Chisel

Specialized apresenta a nova Chisel

Todos os olhos no campeonato nacional de ciclismo!

Todos os olhos no campeonato nacional de ciclismo!

Review – Sapatos Trek Velocis: O que dizer após 1000 km’s.

Review – Sapatos Trek Velocis: O que dizer após 1000 km’s.

Johansen vence 8.º Grande Prémio ANICOLOR

Johansen vence 8.º Grande Prémio ANICOLOR

Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais