Volta a Portugal 2024 – Já se conhecem as etapas

Volta a Portugal 2024 – Já se conhecem as etapas

Foi apresentada a Volta a Portugal Continente de 2024, a prova rainha do ciclismo nacional e que este ano celebra a 85.ª edição. Numa cerimónia realizada no Teatro Viriato em Viseu, ficamos a conhecer, as localidades, o percurso e o que esperar de uma edição que promete dureza logo no seu arranque.

A Grandíssima vai correr-se ao longo de 12 dias, de 24 de julho a 4 de agosto, com um dia de descanso na Guarda no dia 29 de julho entre as etapas quatro e cinco. Arranca em Águeda e termina em Viseu.

Um prólogo, nove etapas em linha e um contrarrelógio individual no último dia é o que espera os ciclistas que vão ter de percorrer um total de 1540 quilómetros, com 32 Prémios de Montanha e 27 Metas Volantes.

Créditos: Podium Events

As etapas

24/07 – Prólogo: Águeda – 5,6km

Arranque da 85.ª edição da Volta a Portugal com um prólogo em Águeda, Capital da Bicicleta e de onde sairá o primeiro camisola amarela desta edição.

Créditos: Podium Events

25/07 – 1ª Etapa: Anadia (Sangalhos) – Miranda do Corvo (Observatório Vila Nova) – 158,2km

Primeira etapa em linha da Volta e primeira chega em alto ao Observatório do Vila Nova, onde ciclistas menos bem preparados podem logo ao primeiro dia dizer adeus à geral.

Créditos: Podium Events

26/07 – 2ª Etapa: Santarém – Lisboa (Marvila) – 164,5km

Primeiro dia para os homens rápidos numa chegada que associa a 85ª Volta a Portugal às comemorações do Cinquentenário do 25 de Abril evocando a memória do Capitão Salgueiro Maia que liderou a coluna militar que saiu de Santarém para Lisboa em 1974.

Créditos: Podium Events

27/07 – 3ª Etapa: Crato – Covilhã (Torre) – 161,2km

Segunda chegada em alto, desta vez a mítica subida à Torre. No final deste dia já vamos começar a perceber quem são os ciclistas e as equipas que vão ser protagonistas desta dura edição da prova.

Créditos: Podium Events

28/07 – 4ª Etapa: Sabugal – Guarda – 164,5km

Mais um final em alto no empedrado da Guarda e, embora menos duro que nas etapas anteriores, são já três finais em subida em quatro etapas em linha. Este dia fará novas diferenças na geral e antecede o dia de descanso.

Créditos: Podium Events

30/07 – 5ª Etapa: Penedono – Bragança – 176,8km

Início da segunda metade da prova com a já tradicional chegada a Bragança e segunda oportunidade para os sprínters do pelotão mostrarem que valeu o esforço passar tanta dureza no início da Volta.

Créditos: Podium Events

31/07 – 6ª Etapa: Bragança – Boticas – 169,1km

Etapa típica rompe pernas com cinco contagens de montanha e onde a subida de primeira categoria a Torneiros, situada a 17 quilómetros da meta, vai ser fundamental para o sucesso de uma fuga ou chegada em grupo reduzido.

Créditos: Podium Events

1/08 – 7ª Etapa: Felgueiras – Paredes – 160,4km

Início de agosto e onde as temperaturas começam a sufocar o pelotão. Nova oportunidade para os sprínters mais resistentes devido às três contagens de montanha nos últimos 40 quilómetros.

Créditos: Podium Events

2/08 – 8ª Etapa: Viana do Castelo – Fafe – 182,4km

Etapa mais longa da 85.ª edição da Volta a Portugal que com a subida de quarta categoria a Golães a apenas cinco quilómetros da meta vai dar oportunidades a surpresas e dificultar a vida aos homens rápidos do pelotão.

Créditos: Podium Events

3/08 – 9ª Etapa: Maia – Mondim de Basto, Sr.ª da Graça – 170,8km

Última etapa antes do derradeiro contrarrelógio individual, com uma das tiradas mais duras da edição 85 da Volta. No menu, uma contagem de quarta categoria e três contagens de primeira, num dia que culmina com a ascensão pela 45.ª vez na história da prova à Sr.ª da Graça

Créditos: Podium Events

4/08 – 10ª Etapa (Contrarrelógio individual): Viseu – Viseu – 26,7km

Última etapa com um contrarrelógio individual em Viseu, a Cidade Europeia do Desporto 2024. Nos quase 27 quilómetros de esforço, os ciclistas terão aqui a sua última oportunidade para fazer diferenças antes de ser anunciado o vencedor da edição 85 da Volta a Portugal Continente.

Créditos: Podium Events

As equipas

Vão ser cerca de 133 ciclistas distribuídos por 17 equipas que vão percorrer as estradas nacionais e lutar pela camisola amarela. Às nove equipas Continentais portuguesas juntam-se mais oito, quatro Continentais e quatro ProTeams:

  • TEAM VORARLBERG (AUT);
  • CAJA RURAL-SEGUROS RGA (ESP);
  • EQUIPO KERN PHARMA (ESP);
  • BURGOS-BH (ESP);
  • EUSKALTEL-EUSKADI (ESP);
  • PARKHOTEL VALKENBURG (NED);
  • SABGAL/ANICOLOR (POR);
  • PROJECT ECHELON RACING (USA);
  • EFAPEL CYCLING (POR);
  • ABTF BETÃO – FEIRENSE (POR);
  • TAVFER-OVOS MATINADOS-MORTÁGUA (POR);
  • GI GROUP HOLDING – SIMOLDES – UDO (POR);
  • CREDIBOM/LA ALUMÍNIOS/ MARCOS CAR (POR);
  • AP HOTELS & RESORTS /TAVIRA/ SC FARENSE (POR);
  • AVILUDO – LOULETANO – LOULÉ CONCELHO (POR);
  • PETROLIKE (MEX);
  • RADIO POPULAR – PAREDES – BOAVISTA (POR).

Camisolas em disputa

Vão ser quatro as camisolas em disputa, a Amarela do líder da Classificação Geral Individual, a Laranja Galp que distingue o ciclista que acumula maior pontuação nas Metas Volantes e Chegadas para a Classificação dos Pontos, a Azul para a classificação da montanha e a Branca para a Classificação da Juventude.

Créditos: Podium Events

Subscreve a newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do TopCycling.pt. Segue-nos nas várias redes sociais Youtube , Instagram , Twitter , e Facebook.

Noticias relacionadas

Tour de France 2024: Etapa 18 – Brilham os Homens das Clássicas

Tour de France 2024: Etapa 18 – Brilham os Homens das Clássicas

Tour de France 2024 | Etapa 17 | Todos querem vencer

Tour de France 2024 | Etapa 17 | Todos querem vencer

João Almeida: “Serei co-líder na Vuelta”

João Almeida: “Serei co-líder na Vuelta”

Tour de France 2024 | Etapa 16 | Luta pela Verde ao rubro

Tour de France 2024 | Etapa 16 | Luta pela Verde ao rubro

Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais