Trek Domane + SLR | A elétrica menos elétrica | Teste

Trek Domane + SLR | A elétrica menos elétrica | Teste

A Trek Domane + SLR 9 combina de forma inovadora a experiência de uma bicicleta convencional com uma assistência discreta e potente. Equipada com o novo motor TQ-HPR50, a pedalada é suave, eficiente e silenciosa, mantendo um visual elegante.

Neste teste explorei a bicicleta para perceber as suas principais vantagens.

Vídeo do teste

Design e Características da Domane+ SLR 9

A Domane+ SLR 9 apresenta um design na linha “da sua irmã” não elétrica, a Trek Domane, elegante e funcional, com um quadro construído em torno do motor TQ-HPR50 e uma bateria integrada de 360 Wh, os quais não é possível ocultar totalmente, mas que ainda assim estão muito bem incorporados no conjunto.

Assim como a Domane não eléctrica, também a Plus tem o sistema IsoSpeed da Trek, que isola o espigão e ciclista das vibrações do quadro, oferecendo conforto extra.

Ao conforto proporcionado pelo IsoSpeed, podemos adicionar a capacidade para suportar pneus até 40 mm., que além do conforto adicionam versatilidade, tornando a Domane + numa bicicleta adequada para uma grande variedade de terrenos e utilizações, desde a estrada ao gravel, ou mesmo touring.

Motor TQ-HPR50: O Coração da Domane +

O sistema de motor é o ponto central de qualquer e-bike, influenciando diretamente a sensação de condução, distribuição de peso e propulsão. Ao optar pelo motor TQ-HPR50, a Trek garantiu uma experiência de condução consistente e natural.

Confesso que não tenho muita experiência com bicicletas elétricas de estrada/gravel (esta Trek Domane + é um modelo de estrada mas que se adapta muito bem ao gravel), e creio que gostei da experiência em grande parte, graças a este motor, porque embora sintamos a assistência, simplesmente não o ouvimos funcionar e não nos dá aquela assistência “tipo moto”.

O motor TQ-HPR50 proporciona um máximo de 50 Nm de torque e uma potência nominal máxima de 300 watts, distribuída em três níveis de assistência: ECO, MID e HIGH, com uma bateria de 360 Wh.

Autonomia

A Trek Domane + SLR 9 oferece uma autonomia suficiente para fazer um bom percurso (80 a 90 kms., dependendo da forma como se utilizam os modos de assistência, altimetria, peso do ciclista, etc.), mas podendo ser estendida com o acessório opcional de mais 160 Wh.

O display integrado no tubo superior fornece informações úteis, como o estado da bateria, estimativa de autonomia, modo de assistência selecionado, além de fornecer leituras em tempo real da potência do motor e do ciclista.

Esta ultima página do display foi a que mais tive curiosidade de ver e analisar. Cheguei à conclusão de que na maioria do tempo o motor coloca a mesma energia do ciclista, duplicando os watts finais colocados, por exemplo, se estamos a colocar 250 watts e o motor coloca mais 250 watts, a potência real é de 500 watts.

Desempenho na Estrada

Pedalar na Domane + SLR 9 pode dar ao ciclista dois tipos de experiência, depois de cada um adaptar o setup do motor TQ na aplicação da marca a seu gosto, a bicicleta pode proporcionar uma experiência como se tratasse de uma bicicleta convencional, ou então com maior assistência do motor, uma experiência de acordo com a eléctrica que é.

De qualquer forma, mesmo tirando o máximo partido da assistência do motor TQ a Domane + proporciona uma experiência de pedalada suave e ágil, que lembra uma bicicleta de estrada convencional.

A geometria endurance proporciona uma posição de condução confortável e estável, adequada para longas distâncias, exatamente como na Domane convencional. A assistência do motor é sempre suave e dá aquela ajuda extra nas partes “chatas”, como em subidas íngremes ou quando temos o vento contra.

Equipamento premium

Equipada com tudo o que há de melhor, desde o Shimano Dura-Ace Di2, às rodas em carbono Bontrager Aeolus RSL 37, outra coisa não seria de esperar senão uma experiência maravilhosa para quem gosta de bicicletas.

O Shimano Dura-Ace Di2 é preciso, garante uma passagem de mudanças suave e sem esforço, além de oferecer uma personalização que permite ao ciclista ajustar as configurações das mudanças de acordo com as suas preferências.

Os botões para controlar os modos de assistência estão muito bem integrados nos pousa mãos Shimano Dura-Ace, quase nem se dá por eles e manejam-se facilmente.

Na minha opinião deveriam estar mais fixos, pois mexem ligeiramente e quando os acionamos têm um ar frágil, como se tivesse sido algo que nós próprios “inventámos” na nossa garagem, não transmitem aquela sensação sólida de algo que foi feito na fábrica da Trek.

Em resumo

A Trek Domane + SLR 9 é uma óptima opção para aquelas pessoas que não têm tempo para treinar e adquirir a forma durante a semana, mas que querem desfrutar da bicicleta sem limites nos dias em que podem pedalar.

Para os que conseguem ter regularidade de treino e boa forma física, esta bicicleta é um “brinquedo” que complementa muito bem a experiência da bicicleta regular, naqueles dias em que se quer fazer descanso ativo, naqueles dias de vento forte, ou mesmo para fazer deslocações diárias sem ter que despender de tanta energia.

Disponibilidade e preço

Podes ver a disponibilidade, o preço, as características e a gama completa da Trek Domane + aqui no site da marca: www.trekbikes.com/pt

Equipamento do Rider:

Fotografia: Marco Miguel

Rider: Luís Beltrão

Noticias relacionadas

Giro d’Itália 2024 – Etapa 14 – CRI

Giro d’Itália 2024 – Etapa 14 – CRI

Giro d’Itália 2024 – Etapa 13

Giro d’Itália 2024 – Etapa 13

Giro d’Itália 2024 – Etapa 12 – Lição de resiliência de Julian Alaphilippe

Giro d’Itália 2024 – Etapa 12 – Lição de resiliência de Julian Alaphilippe

Specialized lança Novas S-Works com o novo SRAM Red AXS

Specialized lança Novas S-Works com o novo SRAM Red AXS

Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais