Tour de France 2021 | Guia TopCycling – parte 2 | Perfil das etapas

Tour de France 2021 | Guia TopCycling – parte 2 | Perfil das etapas

Faltam 2 dias do início do Tour de France 2021, a mais mediática corrida de ciclismo do planeta, e como sempre no TopCyling procurámos fazer um guia completo com tudo o que precisas saber para acompanhar melhor esta grande corrida, que tem início no próximo sábado dia 26 de junho e termina dia 18 de julho em Paris.

Ontem publicámos a Start-List e equipamento de todas as equipas, hoje publicamos o perfil e pequena análise das 21 etapas do Tour de France 2021.

Perfil e descrição das etapas

Etapa 1 – MELHO > LANDERNEAU – Sáb. 26Jun.

Por norma a primeira etapa é plana, mas este ano a festa começa com uma etapa difícil e os últimos quilómetros em subida podem determinar um primeiro camisola amarela que não seja um sprinter puro. Um dia que encaixa bem a Julian Alaphilippe ou Mathieu van der Poel por exemplo.

Etapa 2 – PERROS-GUIREC > MÛR-DE-BRETAGNE GUERLÉDAN – Dom. 27 Jun.

A segunda etapa acaba por ser um pouco à imagem da primeira, com algumas contagens de montanha e os últimos 2 quilómetros também em subida. Nestas etapas, vai certamente haver espetáculo tendo em conta o nervosismo típico do início do Tour de France.

Etapa 3 – LORIENT > PONTIVY – Seg. 28 Jun.

A etapa 3 pode ser a primeira para os sprinters, ainda que tenha um perfil ondulado, pelo que alguns deles podem ser descartados pelo caminho e não poder disputar o sprint final.

Etapa 4 – REDON > FOUGÈRES – Ter. 29 Jun.

A etapa 4 não 100% plana mas será a primeira oportunidade das equipas dos velocistas puros. Aqueles que não conseguiram a vitória nos dias anteriores vão ter que colocar aqui todas as fichas para começar a vencer.

Etapa 5 – C. I. – CHANGÉ > LAVAL ESPACE MAYENNE – Qua. 30 Jun.

Nos quase 27 km’s de contrarrelógio individual, já se poderão ver diferenças entre os candidatos à classificação geral. Se nas primeiras etapas não houver mexidas entre os homens da classificação geral este é o primeiro da em que se podem ver as primeiras diferenças.

Etapa 6 – TORNEIO > CHÂTEAUROUX – Qui. 1 Jul.

A etapa 6 é a mais plana das primeiras 6, são 143 km’s com menos de 1000 mts. de desnível acumulado, um dia claramente para sprinters.

Etapa 7 – VIERZON > LE CREUSOT – Sex. 2Jul.

Se no dia anterior a etapa não passa os 1000 mts. de desnível acumulado, na etapa 7 são 3111 mts. de desnível que esperam os ciclistas nos 247,5 km’s. As subidas a Côte de la Croix de la Libération (2,5 km @ 7,3%), Signal d’Uchon (5,7 km @ 5,6%) e a Côte de Montcenis (2,5 km @ 5,1%) podem proporcionar espetáculo num dia longo em cima da bicicleta tendo em conta os 248 km’s.

Etapa 8 – OYONNAX > LE GRAND-BORNAND – Sáb. 3 Jul.

A etapa do dia anterior é só o aperitivo para as duas etapas seguintes. A etapa 8 será a primeira etapa de montanha a sério, são 151 km’s com 3560 mts. de desnível acumulado, incluindo subidas longas e inclinadas como o Col de Romme (9,1km @ 8,9%) e o Col de la Colombiere (7,4km @ 8,5%), seguidas de uma descida final 15 km’s que também pode causar surpresas.

Etapa 9 – CLUSOS > TIGNES – Dom. 4 Jul.

A dureza da etapa 9 pode desencorajar ataques e mexidas nos dias anteriores, quem chegar aqui debilitado pode perder o Tour, é a primeira etapa monstruosa deste Tour de France. Uma etapa com 4624 mts. de desnível acumulado condensados em 145 km’s, sendo que subida final tem 21 km’s com uma média de inclinação de 5,6%. onde o desgaste provocado pelos dias e subidas anteriores pode ser determinante.

Os ciclistas terão um dia de descanso merecido no dia seguinte.

Etapa 10 – ALBERTVILLE > VALENCE – Ter. 6 Jul.

A etapa 10 surge após o primeiro dia de descanso, é esperado que seja mais um dia de descanso para as equipas candidatas à classificação geral. Uma etapa onde as equipas dos sprinters procurarão controlar a corrida para lançar o seu velocista no final.

Etapa 11 – SORGUES > MALAUCÈNE – Qua. 7 Jul.

O postal de apresentação da etapa 11 é o seguinte: subir duas vezes o Mont Ventoux. (pela primeira vez na história do tour de France). Uma etapa de 200 km’s. com 4647 mts. de desnível acumulado e com a particularidade de terminar com a descida do Mont Ventoux, 17 km’s de descida que podem ser preponderantes na estratégia das equipas.

Etapa 12 – SAINT-PAUL-TROIS-CHÂTEAUX > NÎMES – Qui. 8 Jul.

161 km’s com 2000 mts. de acumulado podem encorajar muitas equipas a apostar na fuga. Pode também ser uma etapa propícia para sprinters, embora os 2000 mts. de acumulado ao longo da etapa possa fazer com que cheguem desgastados ao final.

Etapa 13 – NÎMES > CARCASSONNE – Sex. 9 Jul.

Outro dia rolante propício às fugas ou para um final ao sprint. A extensão de 220 km’s poderá obrigar as equipas dos sprinters a trabalhar para não deixar as fugas ganharem muito tempo.

Etapa 14 – CARCASSONNE > QUILÃO – Sáb. 10 Jul.

Um dia ondulado no qual os candidatos da classificação geral poderiam atacar, mas dureza da etapa seguinte e o facto desta etapa acabar em descida pode desencorajar esses ataques.

Etapa 15 – CÉRET > ANDORRA LA VELLA – Dom. 11 Jul.

Nova etapa de alta montanha onde poderemos ver mexidas entre os homens das classificação geral. Os 191 km’s. deste dia nos Pirinéus terão 4574 mts. de desnível acumulado, onde os ciclistas estarão em alguns pontos acima dos 2000 mts. de altitude, pelo que se espera uma batalha no controle da corrida, entre as equipas candidatas à classificação geral.

Após esta etapa os ciclistas desfrutarão de mais um merecido dia de descanso, o ultimo antes da semana decisiva.

Etapa 16 – EL PAS DE LA CASA > SAINT-GAUDENS – Ter. 13 Jul.

A batalha dos Pirinéus continua, na entrada da ultima semana da corrida nova etapa de alta montanha, um pouco mais suave que anterior mas onde o desgaste das primeiras duas semanas de prova se farão notar.

Etapa 17 – MURET > COL DU PORTET – Qua. 14 Jul.

Etapa com chegada em alto! Não haverá muitas assim no Tour deste ano como podem verificar, e estando já na ultima semana da corrida, com a subida final ao Col de Portet, com 16,3km e uma inclinação média de 8,6% será o dia e local propícios para se fazerem as movimentações decisivas entre os candidatos à classificação geral.

Etapa 18 – PAU > LUZ ARDIDEN – Qui. 15 Jul.

Ultima etapa de montanha no tour de France 2021. No menu do dia os ciclistas têm à sua espera o Col du Tourmalet e Luz Ardiden, numa etapa de somente 130 km’s mas com 3555 mts. de desnível acumulado. Quem quiser e tiver capacidade de fazer diferenças na montanha, tem neste dia a sua última oportunidade, pelo que se esperam muitas batalhas entre todos os que querem ficar no TOP 10.

Etapa 19 – MOURENX > LIBOURNE – Sex. 16 Jul.

Esta será uma etapa onde se espera que as equipas e homens da classificação geral recuperem um pouco as pernas após as duras etapas dos Pirinéus, tendo em conta que no dia seguinte têm um importante contrarrelógio. Por outro lado, as equipas dos velocistas voltam a entrar em cena e têm aqui a penúltima oportunidade para brilhar no Tour de France.

Etapa 20 – C. I. – LIBOURNE > SÃO-EMILHÃO – Sáb. 17 Jul.

Dependendo das diferenças que haja entre os favoritos à vitória, o dia de contrerrelógio pode ser, ou não , dia de emoções fortes (recordemos a edição de 2020). É a oportunidade para os ciclistas da classificação geral tentarem melhorar o resultado, ou evitar ser alcansados. 31 km’s é uma extensão suficiente para criar algumas diferenças de tempo e é neste dia que saberemos quem vencerá o Tour de France 2021.

Etapa 21 – CHATOU > PARIS CHAMPS-ÉLYSÉES – Dom. 18 Jul.

O típico dia da coroação dos vencedores do Tour de France, e também o sprint mais mediático e importante do mundo do ciclismo, vencer nos Campos Elísios é um marco para qualquer velocista do pelotão internacional.

Por: Luís Beltrão

Subscreve a newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do TopCycling.pt. Segue-nos nas várias redes sociais Youtube , Instagram , Twitter , e Facebook.

Noticias relacionadas

Volta a Portugal 2021 – As Etapas e Start List da equipas

Volta a Portugal 2021 – As Etapas e Start List da equipas

TREK First Light – O esquema de cores inspirado no Japão

TREK First Light – O esquema de cores inspirado no Japão

Ciclismo nos Jogos Olímpicos – Canal e horários

Ciclismo nos Jogos Olímpicos – Canal e horários

Colnago V3Rs Capsule Collection – Três edições especiais para venda

Colnago V3Rs Capsule Collection – Três edições especiais para venda

No Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a Newsletter

* Preenchimento necesssário

Escolha a newslwtter que pretende receber:

Categorias de Artigos