Taça do Mundo de Ciclocrosse – Val di Sole

Taça do Mundo de Ciclocrosse – Val di Sole

As estrelas do ciclocrosse rumaram a Itália para disputar a sétima ronda da Taça do Mundo em Val di Sole, o circuito com o entorno mais diferente da temporada, um clássico de inverno onde a neve neve é a característica principal, proporcionando imagens fantásticas e corridas com uma dinâmica diferente do habitual.

Corrida Masculina – Joris Nieuwenhuis voou na neve

Apesar do entorno fantástico proporcionado por Val di Sole, a corrida masculina não teve emoção nem muita história, num circuito que favorece os crossistas mais robustos fisicamente (por terem mais tração e aderência), Joris Nieuwenhuis (Baloise Trek Lions) liderou do início ao fim e conquistou a sua primeira vitória na Taça do Mundo, fazendo praticamente toda a corrida isolado na frente.

Joris Nieuwenhuis mostrou logo na partida as suas intenções, disparou como um foguete para a frente da corrida e apenas Niels Vandeputte (Alpecin – Deceuninck) conseguiu acompanhar o início rápido do holandês. 

Eli Iserbyt (Pauwels Sauzen – Bingoal), mantém a liderança na classificação geral da competição mas não foi além do quinto lugar em Val di Sole. Apesar de ter rodado algum tempo em terceiro, acabou por ceder primeiro para Joran Wyseure (Crelan – Corendon) e depois acabaria por ceder também o quarto posto para o colega de equipa Michael Vanthourenhout.

Top 10

POSNomeTempo
01NIEUWENHUIS Joris 01:00:19
02VANDEPUTTE Niels + 01:01
03WYSEURE Joran + 01:33
04VANTHOURENHOUT Michael + 02:05
05ISERBYT Eli + 02:08
06SWEECK Laurens + 02:09
07KUHN Kevin + 02:44
08RÜEGG Timon + 02:53
09KAMP Ryan + 02:56
10VANDEBOSCH Toon + 03:00

Corrida feminina – Manon Bakker estreia-se a vencer

Aos 24 anos Manon Bakker estreia-se a vencer na Taça do Mundo, conseguindo impor-se à líder da Taça do Mundo, Ceylin del Carmen Alvarado (Alpecin – Deceuninck), e Puck Pieterse (Fenis – Deceuninck), compatriotas holandesas.

Após a ausência na semana passada Ceylin del Carmen Alvarado foi a Val di Sole defender a liderança na classificação geral, dominou grande arte da corrida mas acabou por não ser tão consistente como Manon Bakker, que mostrou melhor adaptação ao circuito, cometendo menos erros que Alvarado.

À entrada para a ultima volta Manon Bakker alcançou Alvarado e passou naturalmente para a frente da corrida, ganhando ainda alguma vantagem apesar de ser a ultima volta, acabando por cortar a linha de meta isolada e com tempo para festejar calmamente. Puck Pieterse terminou em terceiro a 1 minuto e 35 segundos da vencedora.

Após sete rondas, apesar do segundo lugar na corrida de hoje Alvarado continua na liderança da classificação geral da Taça do Mundo.

Top 10

POSNomeTempo
01BAKKER Manon 46:14
02ALVARADO Ceylin del Carmen + 23
03PIETERSE Puck + 01:35
04ZEMANOVA Kristyna + 01:47
05MCGILL Sidney + 02:14
06CORVI Valentina + 02:34
07BARONI Francesca + 02:46
08ROCHETTE Maghalie + 03:43
09CASASOLA Sara + 04:06
10HLADIKOVA Katerina + 04:59

Quatro etapas depois, a Taça do Mundo regressa à Bélgica no próximo dia 17 de dezembro, onde se disputará uma das corridas míticas da temporada no circuito de Namur.

Noticias relacionadas

Specialized apresenta a nova Chisel

Specialized apresenta a nova Chisel

Todos os olhos no campeonato nacional de ciclismo!

Todos os olhos no campeonato nacional de ciclismo!

Taça do Mundo de XCO – Ronda 4 – Val di Sole

Taça do Mundo de XCO – Ronda 4 – Val di Sole

Volta à Suíça, etapa 8 – Dobradinha de João Almeida

Volta à Suíça, etapa 8 – Dobradinha de João Almeida

Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais