Pneus para bicicletas – Dicas de manutenção no inverno e os modelos Pirelli mais adequados

Pneus para bicicletas – Dicas de manutenção no inverno e os modelos Pirelli mais adequados

A Pirelli forneceu-nos algumas dicas e conselhos sobre como manter os pneus para bicicleta no inverno em condições, independentemente das temperaturas mais baixas, bem como quais os pneus a utilizar.

No inverno, os pneus de bicicleta são verdadeiramente postos à prova já que com a chegada do mesmo existe um conjunto de fatores que contribuem para que as estradas fiquem sujas e escorregadias, aumentando consideravelmente o risco de furos e menor aderência.

A marca de pneus italiana fornece algumas medidas a tomar pelos ciclistas antes, durante e após a atividade de ciclismo que podem ajudar a preservar o estado ideal do único ponto de contacto entre a bicicleta e a superfície da estrada.

Qual o pneu mais adequado?

Deve escolher-se um pneu para o inverno e dar prioridade à proteção, em vez de fatores como a leveza e a suavidade. O pneu deve ter um desenho com mais relevo para permitir uma maior aderência à estrada quando a superfície está molhada ou escorregadia;

A largura do pneu é também um fator essencial para a aderência à estrada melhorar consideravelmente: quanto mais larga for a superfície de contacto com o solo, maior será a estabilidade. Para quem vai para fora da estrada numa bicicleta de gravel ou de montanha, é necessário um pneu com mais taco que permita uma maior tração nos troços de terreno irregular;

– É importante também escolher um pneu com uma maior e mais espessa proteção contra furos. As pedras, os pequenos vidros partidos, os detritos metálicos e os espinhos podem provocar furos num pneu que não esteja adequadamente reforçado.

A água também, sob a forma de chuva forte ou humidade e orvalho de inverno, pode atuar como lubrificante e ajudar a causar furos devido a cortes e à penetração de quaisquer detritos afiados do pneu.

Manutenção dos pneus de bicicleta durante os meses de inverno

Outro aspeto que deve ser levado em conta é a manutenção. Quer se trate de uma bicicleta de estrada, de uma bicicleta de gravel ou de uma bicicleta de montanha, o inverno exige que os ciclistas tenham mais cuidado com os seus pneus, antes, durante e depois de cada passeio de bicicleta.

Devido às temperaturas mais baixas, a pressão diminui mais rapidamente do que no verão, pelo que deve ser constantemente controlada.

Para além disso, quando está muito frio, a pressão do ar na atmosfera também diminui e é ainda mais importante verificar a pressão interna do pneu.

Armazenar o pneu por longos períodos

Segundo a marca milanesa, após o passeio de bicicleta deve-se verificar o estado do pneu dando especial atenção aos cortes, pequenas fissuras ou pequenos objetos externos que tenham ficado presos, já que a remoção da sujidade da superfície do pneu ajuda-o a durar mais tempo, 

No inverno, o mau tempo pode obrigar alguns ciclistas a guardar as suas bicicletas durante muito tempo, pelo que, para melhor conservar os seus pneus a Pirelli deixa alguns conselhos: 

– Devem-se ter os pneus com metade da pressão normal;

– Manter a bicicleta num local fresco, seco e protegido das intempéries;

– Evitar a exposição direta à luz solar, pois os raios UV também podem enfraquecer o pneu;

– Manter os pneus fora do chão e rodá-los ocasionalmente;

– Evitar que produtos químicos ou solventes entrem em contacto com o pneu e, no caso de pneus de substituição, cuidar deles com cuidado, de preferência desdobrados e fora da embalagem original.

Adjacente a estas informações, a Pirelli dá conta da sua gama de pneus que se adequam ao inverno.

Opções para Estrada e Gravel

Quando se trata de bicicletas de estrada, a marca italiana aconselha o pneu de alto desempenho P ZERO Race 4S, que segundo eles se adapta a todas as estações graças ao composto SmartEVO.

Este composto foi criado através da combinação da experiência das principais competições de desporto motorizado e da parceria com as equipas de ciclismo World Tour da Pirelli. Este pneu permite um equilíbrio entre duas características opostas: aderência e suavidade.

Também existe o Cinturato Velo, o pneu aconselhado para ciclismo de estrada e de gravilha ligeira que também se adapta a todas as estações. Segundo a marca, este pneu, graças ao composto SmartNET Silica e à estrutura Armour Tech, pode proporcionar proteção, segurança e facilidade de condução em muitas condições diferentes de estrada e de tempo.

O Cinturato Gravel S é o pneu aconselhado pela Pirelli para gravel, terrenos macios e lamacentos. Este pneu otimiza a experiência de condução tanto em condições climatéricas desfavoráveis como em percursos mais técnicos.

Opções para Montanha

A lama e o frio podem também ser obstáculos para aqueles que praticam o ciclismo de montanha no inverno. Para estes casos a Pirelli recomenda os pneus SCORPION S que segundo a marca foram desenvolvidos com base na experiência no mundo do motocrosse que assim se adequam a andar na lama, relva e terrenos irregulares. 

Opções para cidade

Por fim, para quem anda de bicicleta na cidade, numa e-bike ou numa city bike são aconselhados no comunicado, os pneus Angel DT Urban, inspirados na Angel Scooter. Estes pneus têm proteção HyperBelt até 5 mm e oferecem segurança e excelente aderência à estrada em muitas superfícies urbanas.

Subscreve a newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do TopCycling.pt. Segue-nos nas várias redes sociais Youtube , Instagram , Twitter , e Facebook.

Noticias relacionadas

A Nova Cannondale SuperSix EVO do Campeão Nacional Rui Costa

A Nova Cannondale SuperSix EVO do Campeão Nacional Rui Costa

A nova Top Fuel da Trek | Mais leve e mais versátil

A nova Top Fuel da Trek | Mais leve e mais versátil

Novos sapatos de estrada Trek Circuit

Novos sapatos de estrada Trek Circuit

Os novos sapatos de montanha da Trek com tecnologia METNET

Os novos sapatos de montanha da Trek com tecnologia METNET

Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais