Campeonatos do Mundo de Ciclocrosse

Campeonatos do Mundo de Ciclocrosse

Este fim de semana realizaram-se os Campeonatos do Mundo de Ciclocrosse, competição que decorreu em Fayetteville, Arkansas, nos EUA, e reuniu cerca de 300 dos melhores corredores desta modalidade.

Corrida elites masculinos

Tom Pidcock era um dos grandes favoritos à partida e confirmou esse favoritismo.

A Bélgica era como habitualmente uma das seleções favoritas e no início tentou controlar a corrida com uma série de corredores na frente. A França surpreendeu com Clement Venturini e Joshua Dubua em grande plano, Lars van der Haar representou bem os Países Baixos.

Mas o britânico Tom Pidcock, esteve um nível acima de todos os outros, mostrando isso na quarta das nove voltas e, quando abriu os reactores e foi embora, abrindo um espaço de 30 segundos que já ninguém conseguiu fechar. Depois, entrou em velocidade cruzeiro até ao final, mantendo sempre uma distância confortável, cortando a linha de meta isolado e em estilo Super Homem, ou avião, interpretem como quiserem, ambas as comparações lhe encaixam bem.

Foi domínio puro.

Lars Van der Haar já tinha mostrado noutras ocasiões esta temporada que tinha preparado a sua temporada para objectivos específicos e hoje mostrou novamente isso, lutando pelo segundo lugar com Iserbyt, que bateu ao sprint no final.

Van der Haar terminou assim com uma medalha de prata e Eli Iserbyt, grande dominador da temporada, ficou com a medalha de bronze.

TOP 10 final

Pos.Nome (País)Tempo
1Thomas Pidcock (Great Britain)1:00:36
2Lars van der Haar (Netherlands)0:00:30
3Eli Iserbyt (Belgium)0:00:32
4Michael Vanthourenhout (Belgium)0:00:52
5Clement Venturini (France)0:00:57
6Toon Aerts (Belgium)0:01:02
7Jens Adams (Belgium)0:01:06
8Laurens Sweeck (Belgium)0:01:16
9Kevin Kuhn (Switzerland)0:01:36
10Daan Soete (Belgium)0:01:44

Corrida elite feminina

Trinta mulheres começaram a corrida mundial de elite, mas em poucos minutos apenas duas delas estavam a lutar pela vitória.

Como era previsto, uma demonstração de domínio holandês, sendo a dupla de Marianne Vos e Lucinda Brand a lançar-se bem cedo para a frente da corrida com Vos e Brand alternando de posições na frente continuamente.

Nas voltas finais, Vos fez alguns ataques na subida e também em algumas curvas técnicas para deixar Brand, sem sucesso. Brand também tentou por algumas ocasiões livrar-se de Marianne Vos mas também não conseguiu, tendo a corrida sido decidida ao sprint.

“Nós nos conhecemos tão bem, é muito, muito difícil, eu sei o que ela provavelmente vai fazer, e ela sabe o que eu provavelmente vou fazer. É uma corrida interessante de se assistir, mas também uma corrida desgastante para nós.”

disse Vos sobre Brand

Faltando apenas algumas curvas, Brand quase parou, tentando convencer Vos a ficar na frente, mas esta não caiu na “ratoeira”.

“Nós as duas sabíamos que a melhor posição para correr é em segundo lugar”. Foi um sprint longo, sem vento. Eu sou uma atleta mais lenta no sprint, em comparação com Marianne.”

disse Brand. “

Marianne Vos conseguiu o oitavo título mundial de ciclocrosse da sua carreira.

A grande surpresa desta corrida foi a italianaSilvia Persico, que não era apontada à partida a posição de medalhas e conseguiu uma fantástica medalha de bronze neste campeonato do mundo.

TOP 10 Final

Pos.Nome (País)tempo
1Marianne Vos (Netherlands)0:55:00
2Lucinda Brand (Netherlands)0:00:01
3Silvia Persico (Italy)0:00:51
4Ceylin del Carmen Alvarado (Netherlands)0:01:04
5Yara Kastelijn (Netherlands)0:01:05
6Manon Bakker (Netherlands)
7Maghalie Rochette (Canada)0:01:39
8Hélène Clauzel (France)0:01:59
9Inge Van Der Heijden (Netherlands)
10Sanne Cant (Belgium)0:02:12

Subscreve a newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do TopCycling.pt. Segue-nos nas várias redes sociais Youtube , Instagram , Twitter , e Facebook.

Noticias relacionadas

‘Matxín’ deixa cargo de director desportivo da UAE Team Emirates na estrada

‘Matxín’ deixa cargo de director desportivo da UAE Team Emirates na estrada

Mathieu van der Poel no primeiro Campeonato do Mundo de Gravel – “É histórico”

Mathieu van der Poel no primeiro Campeonato do Mundo de Gravel – “É histórico”

Campeonato Nacional de XCO 2022

Campeonato Nacional de XCO 2022

Ciclismo no Eurosport nos próximos dias

Ciclismo no Eurosport nos próximos dias

No Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Subscreva a Newsletter

* Preenchimento necesssário

Escolha a newslwtter que pretende receber:

Categorias de Artigos