13.ª Taça do Mundo de Ciclocrosse – Hulst

13.ª Taça do Mundo de Ciclocrosse – Hulst

A taça do Mundo de Ciclocrosse regressou aos Países Baixos após uma série de corridas disputadas na Bélgica, com a ausência de Mathieu van der Poel, que tinha inicialmente programada a presença nesta corrida, o que não aconteceu pelo facto do campeão do mundo ter que se ausentar por mais algum tempo da competição devido às lesões nas costas e joelho.

Corrida feminina

Lucinda Brand (Baloise Trek Lions) tem sido a dominadora da temporada e à medida que esta vai avançando ela começa a sentenciar as classificações das várias competições em que está envolvida.

Ao seu estilo, começou a corrida numa posição mais recuada, mas pouco a apouco foi-se aproximando da frente da corrida até que nas últimas duas voltas livrou-se das restantes rivais para obter mais uma vitória na Taça do Mundo em Hulst.

A campeã do mundo já conquistou este ano seis vitórias consecutivas, aumentou a sua liderança na classificação geral da Taça do Mundo, visto que a segunda classificada na geral, Denise Betsema hoje finalizou no sétimo posto.

Destaque para a jovem Puck Pieterse (Alpecin-Fenix), que tentou mais uma vez a vitória numa Taça do Mundo, esteve na liderança durante algumas voltas mas voltou a finalizar em segundo.

Annemarie Worst tem vindo a melhorar os resultados, está em crescente de forma nesta segunda metade da temporada e conseguiu um fantástico pódio.

Depois de um início atribulado, Marianne Vos hoje não foi além do sexto lugar.

TOP 10 feminino

Pos.Nome (País) EquipaTempo
1Lucinda Brand (Ned) Baloise Trek Lions0:49:14
2Puck Pieterse (Ned) Alpecin – Fenix0:00:05
3Annemarie Worst (Ned) 7770:00:11
4Kata Blanka Vas (Hun) Doltcini-Van Eyck-Proximus Continental Team0:00:14
5Fem van Empel (Ned) Pauwels Sauzen – Bingoal0:00:26
6Marianne Vos (Ned) Jumbo-Visma Women Team0:00:37
7Denise Betsema (Ned) Pauwels Sauzen – Bingoal0:00:43
8Shirin van Anrooij (Ned) Baloise Trek Lions0:01:08
9Inge van der Heijden (Ned) 7770:01:46
10Alicia Franck (Bel) Proximus – Alphamotorhomes – Doltcini CT0:01:52

Resumo em vídeo

Corrida Masculina

Sem Mathieu van der Poel, e apesar de ser um percurso muito técnico, mais ao jeito de Lars Van der Haar ou Tom Pidcock, esperava-se nova vitória de Wout Van Aert visto que o campeão belga tem dominado todas as corridas em que entra, desde o seu regresso. Wout Van Aert chegava a Hulst com uma série de 7 vitórias em 7 corridas.

Na primeira volta, a corrente da bicicleta de van Aert saltou, ficou presa e este demorou algum tempo em colocá-la no sítio, tendo descido para o 40º lugar, ficando “preso” atrás de ciclistas mais lentos e perdendo 44 segundos para a frente da corrida.

Lars Van der Haar fez um arranque fortíssimo e manteve o ritmo durante as primeiras voltas, sempre com a marcação de perto pelo líder da geral, Eli Iserbyt.

Tom Pidcock (Ineos Grenadiers) assumiu a frente da corrida para não perseguir a vitória, no entanto, Iserbyt foi implacável em sua perseguição, mantendo-se sempre a cerca de 8 segundos do seu rival britânico.

“Estava a sentir-me bem no início, fui para a frente e consegui um espaço.”

Tom Pidcock

O britânico da Ineos Grenadiers acabaria por conseguir a vitória na corrida, seguido de Eli Iserbyt que com este resultado conseguiu sentenciar a classificação geral final da taça do mundo, vencendo a competição a duas provas do final.

Eli Iserbyt é para já o homem da temporada, tendo hoje carimbado a vitória da taça do mundo de Ciclocrosse 21/22, estando em excelentes condições para poder vencer o Superprestige e ainda com possibilidades no X20.

Lars van der Haar está de volta ao momento de forma que teve em Outubro/Novembro e finalizou em 3.º, e Wout Van Aert (Jumbo-Visma) conseguiu fazer uma recuperação fantástica terminando ainda num fantástico 4.º posto, depois de passar 36 ciclistas após o problema mecânico da sua bicicleta.

O campeão olímpico de BTT Pidcock mostrou velocidade e habilidade num percurso técnico, deixando melhores indicações corrida após corrida, e as expectativas para o Campeonato do Mundo no final do mês, cada vez mais altas, embora o mesmo não o tenha admitido na entrevista final.

TOP 10 Masculino

Pos.Nome (País) EquipaTempo
1Thomas Pidcock (GBr) Ineos Grenadiers1:03:49
2Eli Iserbyt (Bel) Pauwels Sauzen – Bingoal0:00:12
3Lars van der Haar (Ned) Baloise Trek Lions0:00:33
4Wout van Aert (Bel) Jumbo-Visma0:01:09
5Toon Aerts (Bel) Baloise Trek Lions0:01:30
6Michael Vanthourenhout (Bel) Pauwels Sauzen – Bingoal0:01:41
7Quinten Hermans (Bel) Tormans Cyclo Cross Team0:01:48
8Laurens Sweeck (Bel) Pauwels Sauzen – Bingoal0:01:57
9Vincent Baestaens (Bel) CX Team Deschacht-Group Hens-Containers Maes0:02:08
10Toon Vandebosch (Bel) Pauwels Sauzen – Bingoal0:02:11

Resumo em vídeo

Subscreve a newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do TopCycling.pt. Segue-nos nas várias redes sociais Youtube , Instagram , Twitter , e Facebook.

Noticias relacionadas

Girmay campeão mundial? “Se puder ganho já este ano”

Girmay campeão mundial? “Se puder ganho já este ano”

Ciclismo no Eurosport em Fevereiro

Ciclismo no Eurosport em Fevereiro

Ciclocrosse – 14.ª prova da Taça do Mundo | Besançon

Ciclocrosse – 14.ª prova da Taça do Mundo | Besançon

Peter Sagan anuncia final de carreira

Peter Sagan anuncia final de carreira

No Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a Newsletter

* Preenchimento necesssário

Escolha a newslwtter que pretende receber:

Categorias de Artigos