Wilco Kelderman e Jai Hindley novamente como companheiros no Giro de Itália

Wilco Kelderman e Jai Hindley novamente como companheiros no Giro de Itália

Além da brilhante participação de João Almeida no Giro de Itália 2020, no qual terminou em 4.º lugar da geral, muitos se recordarão da disputa pela vitória da corrida nas ultimas etapas, onde foram protagonistas Wilco Kelderman, Jai Hindley eTaoGeoghegan Hart.

Durante o muito discutido Giro d’Italia de 2020, Kelderman quase garantiu o pódio na primeira semana, ao fazer uma brilhante etapa no Etna (etapa na qual João Almeida vestiu a camisola rosa, não sendo apontado como favorito na altura).

Enquanto João Almeida vestia de rosa dia após dia, Kelderman manteve-se sólido e perto, tendo subido a segundo da classificação geral no dia em que Rúben Guerreiro venceu aquela fantástica etapa de Roccaraso. Wilco Kelderman assumia-se ainda mais líder da equipa Sunweb.

No dia em que João Almeida perde a camisola rosa, Kelderman assumiu a liderança da prova, mas Jai Hindley no mesmo dia saltou para segundo da classificação geral, a três etapas do final a Sunweb tinha primeiro e segundo na classificação geral, sendo que a ultima etapa era contrarrelógio individual e Kelderman era melhor contrarrelogista que Hindley.

No entanto, na penúltima etapa a equipa apostou em Jai Hindley, abdicando da ajuda deste ao líder Kelderman, para perseguir TaoGeoghegan Hart, e Hindley vestiu de rosa antes do contrarrelógio final. A expressão de Wilco Kelderman na estrada revelava o descontentamento com a decisão da equipa.

No dia do contrarrelógio, como era esperado TaoGeoghegan Hart ganhou tempo a Jai Hindley e acabou por vencer o Giro de Itália 2020, acabando por ficar Hindley em segundo e Kelderman em terceiro.

Em Dezembro desse ano 2020 quando lhe perguntaram, o que teria acontecido se Hindley tivesse ficado com ele, Wilco Kelderman respondeu: 

“Eu teria ficado muito perto ou teria vencido o Giro”

“Sozinho naquela etapa, eu teria poupado tanto tempo se o Jai tivesse ficado comigo. Poderia ter sido muito diferente. Senti que não havia confiança em mim com a tática de corrida.

disse Kelderman à imprensa dos Países Baixos.

No final da temporada Kelderman acabaria por sair da equipa transferindo-se do Team Sunweb para o BORA-hansgrohe, e Jai Hindley deu o mesmo passo neste inverno. 

Além de estarem os dois na equipa alemã, de acoprdo com o planeamento avançado pela Bora Hansgrohe, estarão novamente juntos no Giro, juntamente com Emanuel Buchmann e Lennard Kämna, entre outros.

Poderão as circunstâncias de corrida colocar novamente Kelderman e Hindley a pedalar com o objectivo de vitória?

Quem será o líder assumido da Bora Hansgrohe no Giro 2022?Kelderman? Hindley? Ambos? Ou outro?

Próximos episódios, a partir do dia 6 de Maio de 2022.

Subscreve a newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do TopCycling.pt. Segue-nos nas várias redes sociais Youtube , Instagram , Twitter , e Facebook.

Noticias relacionadas

Coleção de bolsas Specialized e Fjällräven para Bikepacking

Coleção de bolsas Specialized e Fjällräven para Bikepacking

Giro de Itália – etapa 12

Giro de Itália – etapa 12

A ciclista da Trek-Segafredo, Ellen van Dijk vai tentar o  novo recorde da hora

A ciclista da Trek-Segafredo, Ellen van Dijk vai tentar o novo recorde da hora

Nova gama Canyon Aeroad 2022 – Componentes e cores atualizados

Nova gama Canyon Aeroad 2022 – Componentes e cores atualizados

No Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Subscreva a Newsletter

* Preenchimento necesssário

Escolha a newslwtter que pretende receber:

Categorias de Artigos