Taça do Mundo de Ciclocrosse – Val di Sole

Taça do Mundo de Ciclocrosse – Val di Sole

Decorreu hoje em Val di Sole, Itália, a nona corrida da Taça do Mundo de ciclocrosse, num cenário atípico até no Ciclocrosse, com um circuito completamente coberto de neve.

Corrida masculina

Desde que marcou o regresso à competição na modalidade que o viu crescer para o ciclismo, e não obstante os atletas de topo da mesma terem mais ritmo competitivo, Wou van Aert só conta com vitórias nas corridas de ciclocrosse em que participou.

Hoje na corrida da Tala do Mundo em Val di Sole, Itália, mais uma vez Wout Van Aert isolou-se na frente à segunda volta, e venceu a corrida marcada pela neve, sendo 49 segundos mais rápido que Vanthourenhout, e 1’28” que Pidcock, segundo e terceiro respectivamente.

Não tendo participado nas primeiras corridas da temporada, o ranking UCI actual do campeão belga Van Aert (Jumbo-Visma) determina que não possa sair da primeira linha, ainda assim partindo da segunda linha ele rapidamente assumiu uma posição perto do líder da classificação Iserbyt (Pauwels Sauzen-Bingoal).

No final da primeira volta já estavam isolados do resto, Van Aert, Vanthourenhout e Iserbyt, mas na subida da segunda Wout Van Aert fez uma mudança de ritmo forte, abrindo um espaço que os perseguidores já não conseguiram fechar.

Resumo da corrida em vídeo

Vanthourenhout, que sempre foi bom a correr no gelo, conseguiu aguentar por algum tempo uma diferença de 6 a 8 segundos mas acabou por nunca conseguir alcançar Van Aert, e quando este voltou a acelerar o Vanthourenhout não aguentou e a diferença cresceu.

Dois velhos conhecidos de batalhas no anteriores no ciclocrosse (são da mesma geração), Iserbyt e Pidcock travaram uma batalha interessante pelo ultimo lugar do pódio, tendo Pidcock levado a melhor sobre o Belga líder da classificação geral da competição.

TOP 5 corrida masculina

  • 1. Wout Van Aert (Jumbo-Visma): 59.27
  • 2. Michael Vanthourenhout (Pauwels Sauzen-Bingoal): +0.49
  • 3. Tom Pidcock (Ineos Grenadiers): +1.28
  • 4. Eli Iserbyt (Pauwels Sauzen Bingoal): +1.44
  • 5. Quinten Hermans (Tormans Circus): +2.15

Corrida Feminina

Esta corrida marcou o regresso de Marianne Vos, que após as 3 primeiras corridas da Taça do Mundo de ciclocrosse (das quais venceu 2) entrou num período de descanso após a desgastante época de Estrada.

Vos esteve perto da vitória, mas os problemas técnicos impediram que a histórica ciclista ampliasse o já enorme palmarés na modalidade.

A jovem holandesa Van Empel (Pauwels Sauzen-Bingoal) desde início mostrou que tinha pernas para vencer a corrida, Colocou-se liderança da corrida no início, com Denise Betsema (Pauwels Sauzen-Bingoal) e Vos (Jumbo-Visma) na perseguição.

Marianne Vos teve problemas técnicos (aparentemente na transmissão, por sair a corrente), e com essa parecem, apesar de conseguir resolver o problema sozinha ele perdeu 50 segundos para a frente da corrida.

Enquanto Van Empel seguia na frente, Betsema foi alcançada pela canadense Maghalie Rochette e no início da última volta, a diferença entre a primeira e as duas perseguidores eram apenas 9 segundos.

E que ultima volta emocionante! Quando parecia que Rochette vinha com ritmo para ir à procura da vitória, é Marianne Vos que de repente aparece num ritmo infernal (após problemas técnicos), passando Maghalie Rochette e no final da última chega mesmo líder da corrida Van Empel.

Marianne Vos, tentou mesmo a vitória nas últimas curvas, mas ficou presa numa das estacas das barreiras de proteção quando tentava a ultrapassagem por dentro numa dessas curvas.

A jovem de 19 anos Van Empel, aproveitou o deslize e partiu para a vitória da nona etapa da Taça do Mundo de Ciclocrosse. Marianne Vos terminou no segundo posto, a 6 segundos, à frente da canadense Maghalie Rochette que terminou a 11 segundos da vencedora.

Pequeno resumo da corrida neste vídeo

TOP 5 corrida feminina

  • 1. Fem van Empel (Pauwels Sauzen-Bingoal): 51:50
  • 2. Marianne Vos (Jumbo-Visma): +:06
  • 3. Maghalie Rochette (Feedback-Specialized): +:11
  • 4. Eva Lechner (FAS Airport Services): +:23
  • 5. Denise Betsema (Pauwels Sauzen-Bingoal) +:45

Para veres mais artigos sobre Ciclocrosse utiliza o campo de pesquisa do nosso site.

Subscreve a newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do TopCycling.pt. Segue-nos nas várias redes sociais Youtube , Instagram , Twitter , e Facebook.

Noticias relacionadas

Volta a Portugal 2022 – Etapa 3

Volta a Portugal 2022 – Etapa 3

Volta a Portugal 2022 – Etapa 2

Volta a Portugal 2022 – Etapa 2

Volta a Portugal 2022 – Etapa 1

Volta a Portugal 2022 – Etapa 1

Volta a Portugal 2022 – Resumo do Prólogo

Volta a Portugal 2022 – Resumo do Prólogo

No Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Subscreva a Newsletter

* Preenchimento necesssário

Escolha a newslwtter que pretende receber:

Categorias de Artigos