Paris-Roubaix 2022 – Valeu uma equipa, venceu um Outsider

Paris-Roubaix 2022 – Valeu uma equipa, venceu um Outsider

A antiga Sky, actual Ineos Grenadiers mudou enquanto equipa, e como tal vão mudando os resultados, a Ineos vence clássicas e hoje estreou-se a vencer a Paris-Roubaix porque correu como equipa, com a ambição de sempre.

É verdade que Dylan van Baarle (Ineos Grenadiers) terminou o Tour de Flandres no segundo posto este ano, na passada temporada venceu a “Através da Flandres” e tem outras vitórias no seu palmarés, mas também é verdade que havia outros “tubarões” favoritos hoje, e no final venceu van Baarle.

Já se sabe que na Paris Roubaix, além de capacidade é necessária colocação e sorte, van Baarle foi atrás de Matej Mohorič e Yves Lampaert numa fase decisiva da corrida, no sector de cinco estrelas Carrefour de l’Arbre, e saiu com uma pequena vantagem, que foi aumentando até o velódromo.

“É inacreditável. Não acreditei quando entrei no velódromo. Estava completamente sozinho. Quando o carro da equipa veio ao meu lado, comecei a acreditar. Tem sido uma loucura”,

disse van Baarle.

Matej Mohoric foi dos mais audazes, a mais de 100 km’s do fim estava numa fuga juntamente com mais 4 ciclistas, que se dissolveu, mudando alguns dos participantes, mas sempre com Mohoric na frente. Chegou a ter uma vantagem considerável (mais de 1:30m.), e só um furo acabou por o afastar da frente da corrida. Ainda sprintou para op quinto posto no final.

Yves Lampaert (Quick-Step Alpha Vynil) seguia na frente com Mohoric, poderia ter conseguido um pódio, não fosse o toque de um espectador, que lhe provocou uma queda aparatosa.

Entre os favoritos, Wout van Aert teve uma série de contratempos (teve que trocar de bicicleta duas vezes), mas acabou por conseguir ainda assim terminar em segundo, com Stefan Küng em terceiro.

Outro favorito, Mathieu van der Poel, perdeu a ligação com o grupo perseguidor a cerca de 25 km’s. do final, e quando quis reagir a distância para a frente da corrida já era grande.

Dentro da própria Ineos Grenadiers, Filippo Ganna era apontado como um dos homens que podia discutir a corrida, mas também teve que trocar de bicicleta algumas vezes devido a furos.

TOP 10 final

POS.NOMEEQUIPATEMPO
1VAN BAARLE DylanINEOS Grenadiers5:37:00
2VAN AERT WoutJumbo-Visma1:47
3KÜNG StefanGroupama – FDJ1:47
4DEVRIENDT TomIntermarché – Wanty – Gobert Matériaux1:47
5MOHORIČ MatejBahrain – Victorious1:47
6PETIT AdrienIntermarché – Wanty – Gobert Matériaux2:27
7STUYVEN JasperTrek – Segafredo2:27
8PICHON LaurentTeam Arkéa Samsic2:27
9VAN DER POEL MathieuAlpecin-Fenix2:34
10LAMPAERT YvesQuick-Step Alpha Vinyl Team2:59

Vídeo resumo

Subscreve a newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do TopCycling.pt. Segue-nos nas várias redes sociais Youtube , Instagram , Twitter , e Facebook.

Noticias relacionadas

Remco Evenepoel sagra-se Campeão do Mundo dando recital na Austrália

Remco Evenepoel sagra-se Campeão do Mundo dando recital na Austrália

É já esta madrugada que a seleção nacional disputa prova de fundo de elite

É já esta madrugada que a seleção nacional disputa prova de fundo de elite

Specialized apresenta os novos pneus S-Works Turbo

Specialized apresenta os novos pneus S-Works Turbo

António Morgado é Vice Campeão do Mundo de juniores

António Morgado é Vice Campeão do Mundo de juniores

No Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Subscreva a Newsletter

* Preenchimento necesssário

Escolha a newslwtter que pretende receber:

Categorias de Artigos