Volta a Portugal 2021 – Resumo etapa 4

Volta a Portugal 2021 – Resumo etapa 4

Como já se sabia, a volta a Portugal 2021 tem perfil de trepadores e a etapa 4 foi um autentico “carrossel” com um sobe e desce constante, num percurso 181,6 quilómetros entre Belmonte e a Guarda.


A etapa foi rápida e com movimentações importantes promovidas pela W52-FC Porto, que colocou 3 entre os seis homens da fuga, Daniel Mestre, Ricardo Mestre e Ricardo Vilela (W52-FC Porto), juntamente com Rafael Reis e Javier Moreno (Efapel) e Roniel Campos (Louletano-Loulé Concelho), deixaram o grupo dos favoritos entregue ao trabalho da equipa Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel.


A 37 quilómetros da meta, na subida de segunda categoria para Videmonte, Amaro Antunes (W52-FC Porto) saltou para a cabeça de corrida, levando na roda Frederico Figueiredo (Efapel). Com homens na frente da corrida, Efapel e W52 Fc-Porto continuavam a deixar as despesas da perseguição por conta da Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel, que desgastada, já não tinha ciclistas para assumir, tendo que entrar ao trabalho Gustavo Veloso (segundo da geral).

Para piorar a situação, o camisola amarela teve um problema mecânico que o obrigou a recuperar terreno para voltar a entrar no grupo dos favoritos, gastando energia para a tal.

Na frente só resistiram Amaro Antunes e Frederico Figueiredo. Apenas o algarvio dos portistas puxou, numa estratégia da Efapel de não colaborar com a W52-FC Porto, marcando homem a homem, mas sobrecarregando os azuis e brancos com o trabalho.

Frederico Figueiredo (Efapel) acabaria por vencer a etapa 4 da Volta a Portugal 2021, no entanto, Alejandro Marque (Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel) acabaria por conseguir segurar a camisola amarela no final, muito graças a um “super” Gustavo Veloso que conseguiu minimizar as perdas quando foi necessário, apesar das mazelas da queda que teve no início da etapa.

Alejandro Marque continua no topo da geral, mas hoje ficou clara a fragilidade da formação tavirense perante o poderio dos rivais, a falta de um bloco mais forte ditou o cenário a que assistimos no final.

Amaro Antunes subiu ao segundo lugar, a 5 segundos. Frederico Figueiredo, que é pior contrarrelogista do que o vencedor da Volta do ano passado, está a 20 segundos do algarvio e a 25 de Marque.

Amanhã será dia de descanso. Na terça-feira a partida será em Águeda, numa etapa com mais montanha e que terá uma extensão de 171,3 quilómetros.

TOP 10 da etapa

POS.NOMEEQUIPATEMPO
1FIGUEIREDO FREDERICOEFAPEL04:28:25
2ANTUNES AMAROW52 / FC PORTO04:28:25
3MOREIRA MAURICIOEFAPEL04:29:24
4BRANDÃO JÓNIW52 / FC PORTO04:29:28
5GONZALEZ ABNERMOVISTAR TEAM04:29:29
6ANTUNES TIAGOTAVFER-MEASINDOT-MORTÁGUA04:29:33
7FREITAS DANIELRADIO POPULAR – BOAVISTA04:29:35
8CARVALHO ANTÓNIOEFAPEL04:29:35
9FERNANDES LUÍSRADIO POPULAR – BOAVISTA04:29:36
10CASIMIRO HENRIQUEKELLY / SIMOLDES / UDO04:29:36

TOP 10 classificação geral após etapa 4

POS.NOMEEQUIPATEMPO
1MARQUE AlejandroATM17:46:00
2ANTUNES AmaroW52a 5
3FIGUEIREDO FredericoEFPa 25
4BRANDÃO JóniW52a 1:08
5MOREIRA MauricioEFPa 1:09
6GONZALEZ AbnerMOVa 1:10
7CARVALHO AntónioEFPa 1:26
8RODRIGUES JoãoW52a 1:31
9FERNANDES LuísRPBa 1:49
10LOPEZ FUENTES DiegoEKPa 1:56

Subscreve a newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do TopCycling.pt. Segue-nos nas várias redes sociais Youtube , Instagram , Twitter , e Facebook.

Noticias relacionadas

Campeonatos do Mundo – Prova de contrarrelógio individual feminina

Campeonatos do Mundo – Prova de contrarrelógio individual feminina

Campeonatos do Mundo – Prova de contrarrelógio individual

Campeonatos do Mundo – Prova de contrarrelógio individual

João Almeida venceu a Volta ao Luxemburgo

João Almeida venceu a Volta ao Luxemburgo

Campeonatos do Mundo de ciclismo de estrada

Campeonatos do Mundo de ciclismo de estrada

No Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a Newsletter

* Preenchimento necesssário

Escolha a newslwtter que pretende receber:

Categorias de Artigos