Volta a Portugal 2021 – As Etapas e Start List da equipas

Volta a Portugal 2021 – As Etapas e Start List da equipas

A Volta a Portugal 2021 vai para a estrada entre 4 e 15 de agosto. Abre com um prólogo de 5,4 quilómetros em Lisboa e termina na cidade de Viseu, com um contrarrelógio individual de 20,3 quilómetros, pelo meio 9 etapas em linha com muita montanha.

Cinco das nove etapas em linha terminam coincidindo com prémios de montanha e as restantes guardam algumas dificuldades pelo meio, que colocarão à sprinters.

Depois da edição especial disputada o ano passado “fora de época”, num mês atípico para a Volta a Portugal, este ano a Volta a Portugal 2021 volta a ser disputada em Agosto onde além do percurso, o calor pode voltar a ser uma das principais dificuldades, como habitualmente. (Recorde-se que a edição 2020 da Volta foi disputada em Setembro e Outubro devido à pandemia COVID-19).

Também este ano, teoricamente atletas e equipas chegam à competição de maior prestígio do ciclismo Nacional com uma preparação melhor planificada, algo que na ultima época não pode acontecer devido à incerteza e adiamentos das várias competições.

Assistiremos, de certa forma, a um regresso à normalidade na Volta a Portugal em bicicleta.

A equipa a bater é a W52-Fc-porto, a equipa parte como grande favorita não só pelo historial mas também pela qualidade dos ciclistas que tem.

A destacar ainda a participação da Movistar Team, a única equipa do escalão máximo do ciclismo mundial a marcar presença na Volta a Portugal 2021.

As etapas

  • Prólogo: Lisboa – Lisboa – 5,4 km (CRI) – 4 agosto
  • 1.ª Etapa: Torres Vedras – Setúbal – 175,8 km – 5 agosto
  • 2.ª Etapa: Ponte de Sor – Castelo Branco – 162,1 km – 6 agosto
  • 3.ª Etapa: Sertã – Torre – 170,3 km – 7 agosto
  • 4.ª Etapa: Belmonte – Guarda – 181,6 km – 8 agosto
  • Dia de descanso: 9 agosto
  • 5.ª Etapa: Águeda – Senhora da Assunção (St.º Tirso) – 171,3 km – 10 agosto
  • 6.ª Etapa: Viana do Castelo – Fafe – 182,4 km – 11 agosto
  • 7.ª Etapa: Felgueiras – Bragança – 193.2 km – 12 agosto
  • 8.ª Etapa: Bragança – Serra do Larouco – 160,7 km – 13 agosto
  • 9.ª Etapa: Boticas – Senhora da Graça – 145,5 km – 14 agosto
  • 10.ª Etapa: Viseu – Viseu – 20,3 km (CRI) – 15 agosto

Prólogo – Tudo começa com uma luta contra o cronómetro, um prólogo de 5,4 quilómetros em Lisboa.

Etapa 1 – A primeira etapa em linha começa com um momento simbólico, a inauguração do Museu do Ciclismo Joaquim Agostinho. Será dali que a caravana parte rumo a Setúbal, onde chegará, depois de percorridos 175,8 quilómetros. A subida da serra da Arrábida, segunda categoria instalada a 13,6 quilómetros da meta, fará a primeira grande seleção de valores.

Etapa 2 – 162,1 quilómetros entre Ponte de Sor e Castelo Branco. Será uma das melhores oportunidades para os velocistas, que terão, contudo, de ultrapassar o final técnico, já depois da subida do Retaxo, terceira categoria, a 13,1 quilómetros do final.

Etapa 3 – A terceira etapa promete marcar diferenças importantes, escalonando definitivamente o lote de corredores em condições de aspirar à camisola amarela final. Será uma jornada de 170,3 quilómetros, entre a Sertã e o alto da Torre, serra da Estrela, subindo desde a Covilhã, via Penhas da Saúde. É a única contagem de montanha de categoria especial da prova.

Etapa 4 – A quarta etapa, antecedendo o dia de repouso, começa em Belmonte e termina na Guarda, após 181,6 quilómetros de permanente sobe e desce, culminando na escalada de terceira categoria para a linha de meta.

Etapa 5 – A quinta etapa surge após o dia de descanso e ligará Águeda a Santo Tirso, num trajeto de 171,3 quilómetros com final no alto da Senhora da Assunção, prémio de montanha de segunda categoria.

Etapa 6 – Na sexta etapa pedala-se entre Viana do Castelo e Fafe, ao longo de 182,4 quilómetros. Os velocistas que tenham resistido até esta altura e que suportem subidas curtas e explosivas poderão ter uma palavra a dizer, já que para fazerem valer os dotes de sprinters deverão ultrapassar com os melhores a curta mas íngreme subida de Golães, a 4,6 quilómetros do final.

Etapa 7 – A tirada seguinte, entre Felgueiras e Bragança, com o sobe e desce tradicional das terras transmontanas, também poderá brindar um velocista que consiga passar a média montanha.

Etapa 8 – A oitava começa em Bragança e termina na serra do Larouco, segundo ponto mais alto de Portugal Continental, no concelho de Montalegre, ao cabo de 160,7 quilómetros.

Etapa 9 – A nona etapa, última em linha da Volta a Portugal de 2021, começa em Boticas, estende-se por 145 quilómetros, e termina no alto do monte Farinha, junto à ermida da Senhora da Graça, em Mondim de Basto. A subida final será antecedida de quatro prémios de montanha, o mais relevante o do Barreiro. 

Contrarrelógio individual – Depois de tanta montanha, será um contrarrelógio individual a acertar as contas. A décima etapa é um “crono” de 20,3 quilómetros, na cidade de Viseu. Será aí que ficaremos a saber se Amaro Antunes repete o triunfo ou se terá sucessor.

As equipas

Na edição da Volta a Portugal 2021 o pelotão será formado por 18 equipas. Às nove formações continentais portuguesas irão juntar-se duas estrangeiras do mesmo nível, seis ProTeams e, principal novidade, a WorldTeam Movistar Team.

Start List

W52/FC PORTO (POR)

Dorsal e Ciclista:

1-ANTUNES Amaro

2-MESTRE Ricardo

3-MESTRE Daniel

4-VILELA Ricardo

5-BRANDÃO Jóni

6-RODRIGUES João

7-CALDEIRA Samuel

Movistar Team (ESP)

Dorsal e Ciclista:

11-ALBA Juan Diego

12-CARRETERO Hector

13-GONZALEZ Abner

14-HOLLMANN Juri

15-JORGENSEN Mathias

16-SAMITIER Sergio

17-MAS Luis Guillermo

Bingoal Pauwels Sauces WB (BEL)

Dorsal e Ciclista:

21-VANENDERT Jelle

22-HUYS Laurens

23-MOLLY Kenny

24-VALLEE Boris

25-VENNER Quentin

26-WIRTGEN Tom

27-SUTER Joel

Caja Rural – Seguros RGA (ESP)

Dorsal e Ciclista:

31-BARRENETXEA Jon

32-ETXEBERRIA Josu

33-GARCIA Jhojan

34-GONZALEZ David

35-IRISARRI Jon

36-SAEZ Hector

37-AULAR Orluis

Euskaltel – Euskadi (ESP)

Dorsal e Ciclista:

41-ALONSO Mikel

42-AZURMENDI Ibai

43-BALLARIN Iker

44-BRAVO Garikoitz

45-IRIZAR Julen

46-JUARISTI Txomin

47-ZHYHUNOU Dzmitry

Burgos – BH (ESP)

Dorsal e Ciclista:

51-MOLENAAR Alex

52-LOPEZ-COZAR Juan

53-SMIT Willem

54-LANGELLOTTI Victor

55-CANTON Isaac

56-OSORIO Juan Felipe

57-MORENO Adria

Equipo Kern Pharma (ESP)

Dorsal e Ciclista:

61-PARRA Jose Felix

62-SANZ Enrique

63-MORENO Ivan

64-LOPEZ FUENTES Diego

65-ARAIZ Sergio

66-MARQUEZ Marti

67-RUIZ Ibon

RALLY CYCLING (EUA)

Dorsal e Ciclista:

71-BROWN Nathan

72-BRITTON Robert

73-KING Benjamin

74-BASSETT Stephen

75-MANNION Gavin

76-MURPHY Kyle

77-SWIRBUL Keegan

EFAPEL (POR)

Dorsal e Ciclista:

81-CARVALHO António

82-FIGUEIREDO Frederico

83-CARDOSO Andre

84-REIS Rafael

85-MORENO Javier

86-MENDONÇA Luís

87-MOREIRA Mauricio

Israel Cycling Academy (ISR)

Dorsal e Ciclista:

91-HOLLYMAN Mason

92-MACKELLAR Alastair

93-BEN MOSHE Yuval

94-PICKRELL Riley

95-ABU-FARES Saned

96-GOLDSTEIN Edo

97-KOGUT Oded

Tavfer-Measindot-Mortágua (POR)

Dorsal e Ciclista:

101-SILVA Joaquim

102-GONÇALVES Gaspar

103-ANTUNES Tiago

104-PAULINHO Pedro

105-SANCHEZ Angel

106-LEITÃO Iúri

107-PINTO Pedro

Louletano-Loulé Concelho (POR)

Dorsal e Ciclista:

111-CONTTE Tomas

112-MEIRELES Nuno

113-PAREDES Nicolas

114-DEL PINO Jesus

115-OYARZÚN Carlos

116-CAMPOS Roniel

117-RODRIGUES Rui

Antarte – Feirense (POR)

Dorsal e Ciclista:

121-GARCIA DE MATEOS Vicente

122-SILVA Rafael

123-AMADO Gonçalo

124-OLIVEIRA Fábio

125-SILVA Bruno

126-FERNANDES Venceslau

127-FERREIRA António

KELLY/SIMOLDES/UDO (POR)

Dorsal e Ciclista:

131-CASIMIRO Henrique

132-FONTE César

133-GOMES Luís

134-BUSTAMANTE Adrian

135-LOPES Pedro

136-SOUSA José

137-GONÇALVES Hélder

RADIO POPULAR/BOAVISTA (POR)

Dorsal e Ciclista:

141-BENTA João

142-CARVALHO Gonçalo

143-MACHADO Tiago

144-FERNANDES Luís

145-SILVA Afonso

146-FREITAS Daniel

147-NUNES Hugo

L.A. ALUMINIOS/L.A. SPORT (POR)

Dorsal e Ciclista:

151 – LEAÇA Gonçalo

152 – RAMALHO André

153 – SALGUEIRO Miguel

154 – SCHEULEN Marvin

155 – MEDEIROS João

156 – MACEDO João

157 – SALVADOR Marcelo

ATUM GENERAL/TAVIRA/MARIA NOVA HOTEL (POR)

Dorsal e Ciclista:

161 – CÉSAR VELOSO Gustavo

162 – MARQUE Alejandro Manuel

163 – LIVRAMENTO David

164 – GRIGORYEV Alexander

165 – TRUEBA Alvaro

166 – BLANCO Samuel

167 – DUARTE Emanuel

SwiftCarbon Pro Cycling (GBR)

Dorsal e Ciclista:

171-LATHAM Christopher

172-PETERS Alex

173-O MAHONY Daragh

174-BJERGFELT William

175-TURNER Andrew

176-LAMB Ross

177-PECKOVER Oliver

As camisolas correspondentes às várias classificações

O amarelo é sempre uma cor em destaque no pelotão da Volta a Portugal. É a cor do líder que veste a Amarela Santander, símbolo de supremacia na classificação geral individual. É entregue, todos os dias, ao corredor que menos tempo totalizar no conjunto das etapas, mas a paleta de cores no ciclismo é sempre diversificada e no total estão em discussão quatro camisolas.

Camisola Verde Rubis Gás destaca o ciclista mais regular e o homem que nas Chegadas e nas Metas Volantes conseguir somar o maior número de pontos e por isso será o líder da classificação por pontos.                                                                                                                    

Na luta pelo Prémio da Montanha este ano há uma novidade: a Camisola das Bolinhas. A marcaContinente associa-se, pela primeira vez, em Portugal, ao símbolo que destaca o Rei dos Trepadores, o corredor que mais pontos somar nas várias contagens de Montanha.

Camisola Branca Jogos Santa Casa está reservada para o Prémio da Juventude, ou seja, para o atleta da categoria Sub23 melhor classificado.

Transmissão

Para acompanhar a partir de quarta-feira, todos os dias na RTP1.

Todos os dias faremos pequenos resumos, com as classificações, após as etapas, fica atento ao nosso site.

Fonte: Federação Portuguesa de Ciclismo , Organização da Volta a Portugal.

Fotografia: Site da Volta a Portugal – Photo PODIUM / Paulo Maria; Luis Braga; e site da Federação Portuguesa de Ciclismo – João Fonseca

Por: Luís Beltrão

Subscreve a newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do TopCycling.pt. Segue-nos nas várias redes sociais Youtube , Instagram , Twitter , e Facebook.

Noticias relacionadas

Campeonatos do Mundo – Prova de fundo Masculina

Campeonatos do Mundo – Prova de fundo Masculina

Colnago adopta tecnologia Blockchain, a tecnologia das Bitcoins

Colnago adopta tecnologia Blockchain, a tecnologia das Bitcoins

Mercado – As transferências no pelotão World Tour para 2022

Mercado – As transferências no pelotão World Tour para 2022

Campeonatos do Mundo – Prova de contrarrelógio individual feminina

Campeonatos do Mundo – Prova de contrarrelógio individual feminina

4 Comments

  1. Pois é os anos passam , continuamos na mesma … fazemos um arraial de musica pimba …. puf puf já farta , para quando o servico público…. para quando se dignam a transmitir na integra a volta a Portugal ?vamos la RTP se não querem ou faltam meios deixem a transmissão para outros canais .

  2. Andamos a pagar a RTP, e nem temos o direito de assistir às etapas completas, continuamos a andar na rectaguarda da Europa até nisto, somos nós que pagamos, agora reparem se fosse o Estado a fazê-lo, nem o final das etapas transmitiam. Se não têm arcabouço, deixem ser outro canal a fazê-lo.

  3. esta aqui uma boa cobretua da volta, e uma cagada total . enves de dar a volta dao musica rasca.a etapa comeca na guarda e dao reportaguem da covilha, boa treta. nem o arranque vemos, boa tv publica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a Newsletter

* Preenchimento necesssário

Escolha a newslwtter que pretende receber:

Categorias de Artigos