Rui Costa: “Dei tudo para discutir a vitória”

Rui Costa: “Dei tudo para discutir a vitória”

Rui Costa em crescendo para o Tour de France cheirou a vitória na Volta à Suíça. A análise do poveiro após integrar a fuga num dia com mais de 4600m de acumulado.

Etapa com quase cinco horas e meia de duração e 211km com dois passos alpinos tremendos acima dos 2000m de altura: Furkapass a abrir e Albulapass a fechar, montanhas entre os 16 e os 17km de extensão a rondar os 6-7% de média.

O dia na Volta à Suíça foi duro. Foi também o melhor dia de Rui Costa que vem de menos a mais na prova da qual é tricampeão e onde venceu cinco etapas. O ciclista da Intermarché-Circus-Wanty conhecia o terreno e arriscou, mostrando que está 100% do joelho e a apurar a condição para o Tour de France.

“Tenho boas recordações da chegada a La Punt desde a minha vitória em 2013 na edição que acabei por vencer. Escolhi partir ao ataque na fuga e dei tudo para discutir a vitória na etapa, mas o Juan Ayuso esteve verdadeiramente forte. Quando nos alcançou tentei segui-lo mas foi difícil depois de tantos esforços na frente. Continuei a lutar pelo segundo lugar mesmo quando os favoritos nos alcançaram nos últimos quilómetros. Estou muito satisfeito com o meu dia porque esta performance demonstra que a minha forma física está a melhorar.”

Rui Costa em declarações à Intermarché-Circus-Wanty.
Créditos: Intermarché-Circus-Wanty

Sexta-feira pode ser mais um bom dia para Rui Costa

A aventura dos fugitivos terminou a 11km do final quando Juan Ayuso (UAE) chegou à frente da corrida e cavalgou para a vitória na jornada. Já Rui Costa foi 7º e entrou na meta com os favoritos.

Sexta-feira pode ser mais um bom dia para o campeão da Volta à Comunidade Valenciana, mas dependerá do controlo feito pelas equipas dos sprinters, da capacidade dos homens rápidos passarem a montanha e há que ter em conta que no sábado a oportunidade para sprintar é mais clara.

A 6ª etapa liga La Punt a Oberwil-Lieli e são 215,3km com um início duríssimo onde passam duas contagens de montanha nos primeiros 50km. A segunda parte suaviza pelo que as opções da fuga vão jogar-se na primeira hora e meia da corrida.

Créditos: Intermarché-Circus-Wanty

Subscreve a newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do TopCycling.pt. Segue-nos nas várias redes sociais Youtube , Instagram , Twitter , e Facebook.

Noticias relacionadas

Volta à Suíça – Etapa 5 – Espetáculo de João Almeida

Volta à Suíça – Etapa 5 – Espetáculo de João Almeida

Volta a Portugal 2024 – Já se conhecem as etapas

Volta a Portugal 2024 – Já se conhecem as etapas

Granfondo Portimão 2024 – O ultimo desafio do ano

Granfondo Portimão 2024 – O ultimo desafio do ano

Volta a Suíça – Resumo da Etapa 4

Volta a Suíça – Resumo da Etapa 4

Utilizamos cookies para garantir a funcionalidade e melhor experiência de navegação no nosso site. Saber mais