Campeonatos Nacionais de Estrada

Campeonatos Nacionais de Estrada
Belmonte foi o local onde este ano seriam conhecidos os novos Campeões Nacionais de estrada.

Provas de contra-relógio

Esta sexta-feira, na prova de contra-relógio não houve surpresa e aqueles que eram apontados como favoritos foram os que no final vestiram a camisola de Campeão Nacional 2018.

Na prova de elites masculinos Domingos Gonçalves (Rádio Popular Boavista)  impôs-se aos ciclistas da Katusha, o seu irmão José Gonçalves e Tiago Machado que foram segundo e terceiro.

Domingos Gonçalves

 

Pódio da prova de contra-relógio categoria de elites masculinos.

Na prova de elite feminina, Daniela Reis em Belmonte voou e sagrou-se Campeã Nacional pela quarta vez, terminando a prova em 38m.43s., deixando a segunda classificada a mais de 1 minuto.

Pódio elite feminina, 1-Daniela Reis, 2-Maria Martins, 3- Soraia Silva

Em sub-23 masculinos, Ivo Oliveira e João Almeida (Hagens Berman Axeon) mostraram estar um nível acima da concorrência, sendo que Ivo Oliveira sagrou-se Campeão Nacional

Pódio sub-23 masculino: 1-Ivo Oliveira, 2-João Almeida, 3-Tiago Antunes

O seu colega de equipa João Almeida ficou em segundo a 28s., ciclista este que também fez segundo no Giro de Itália 2018 em sub-23.

Fica com o resumo em vídeo feito pela Federação Portuguesa de Ciclismo.

https://www.facebook.com/FedPortCiclismo/videos/2146874512021278/

Classificações completas do contra-relógio aqui.

Prova de fundo feminina

Daniela Reis(Doltcini-Van Eyck Sport) foi a mais forte nesta prova em Belmonte e fez a “dobradinha”, juntando este título ao de que Campeã Nacional de contra-relógio.

Pódio: 1-Daniela, 2-Maria Martins, 3-Celina Carpinteiro

A corredora torriense atacou na primeira das cinco voltas e apenas Maria Martins (Sopela Women’s Team) conseguiu responder.

Daniela Reis acabou por deixar Maria Martins irremediavelmente para trás na entrada para a derradeira volta, fechando os 107 quilómetros isolada.

Podes ver as classificações completas desta prova aqui.

Prova de fundo sub-23 masculino

Rui Oliveira (Hagens Berman Axeon) foi quem conquistou o campeonato nacional de fundo em sub-23, fechando em solitário os 160,4 quilómetros de prova, disputados sob calor intenso.

O resumo da prova feito pela Federação Portuguesa de Ciclismo.

https://www.facebook.com/FedPortCiclismo/videos/2149605211748208/

Classificações completas desta prova aqui.

Prova de fundo elites masculinos

Domingos Gonçalves (Rádio Popular-Boavista) venceu esta prova e é o novo Campeão Nacional, juntando este título ao de Campeão de contra-relógio conseguido na passada sexta-feira.

Domingos Gonçalves

Hoje o ciclista barcelense venceu com um ataque pleno de força, deixando para trás Joni Brandão (Sporting/Tavira) a 29s. e Henrique Casimiro (Efapel) a 34 s.

À semelhança do que que aconteceu na prova de sub-23, os corredores mais fortes movimentaram-se de início. Ao quilómetro 13 estava na dianteira um grupo de 17 ciclistas, entre os quais a maior parte dos favoritos. A sina da corrida ficou ali traçada, pois a luta pelo título resumiu-se àqueles homens.

Rúben Guerreiro (Trek-Segafredo), Joaquim Silva (Caja Rural-Seguros RGA), Tiago Machado (Team Katusha Alpecin), Luís Fernandes e Luís Mendonça (Aviludo-Louletano-Uli), Henrique Casimiro e Bruno Silva (Efapel), Gaspar Gonçalves (Liberty Seguros-Carglass), António Barbio (Miranda-Mortágua), Luís Gomes e Domingos Gonçalves (Rádio Popular-Boavista), Joni Brandão e Frederico Figueiredo (Sporting-Tavira), João Matias (Vito-Feirense-BlackJack), António Carvalho, José Neves e César Fonte (W52-FC Porto) foram os ciclistas que se destacaram para enfrentar o calor e os quilómetros.

Aqui tens o resumo da prova em vídeo da Federação Portuguesa de Ciclismo.

https://www.facebook.com/FedPortCiclismo/videos/2151348878240508/

Pódio: 1-Domingos Gonçalves, 2-Joni Brandão, 3-Henrique Casimiro

“O segredo da vitória foi conseguir poupar-me, graças à ajuda do Luís Gomes, que estava no grupo da frente, sempre a apoiar-me. À medida que o grupo foi diminuindo, percebi que podia ganhar, porque fiz um super-contrarrelógio na sexta-feira, o que é um excelente indicador. À entrada para a última volta, estiquei para me aproximar dos ciclistas que iam fugidos. Com ajuda do Tiago Machado e do Henrique Casimiro consegui fazer a junção. Depois arranquei para tentar ganhar. Ser duplo campeão enche-me de orgulho”, confessa o campeão nacional de fundo e de contra-relógio Domingos Goçalves.

Classificações completas aqui.

Fonte: Federação Portuguesa de Ciclismo

Fotografia: Federação Portuguesa de Ciclismo

Vídeo: Federação Portuguesa de Ciclismo

 

Luís Beltrão

Mr.B.

Noticias relacionadas

UCI anuncia Campeonato do Mundo de Gravel Bikes em 2022

UCI anuncia Campeonato do Mundo de Gravel Bikes em 2022

Campeonatos do Mundo – Prova de fundo Masculina

Campeonatos do Mundo – Prova de fundo Masculina

Campeonatos do Mundo – Prova de fundo Feminina

Campeonatos do Mundo – Prova de fundo Feminina

Mundiais de ciclismo – António Morgado conquista lugar de destaque em juniores

Mundiais de ciclismo – António Morgado conquista lugar de destaque em juniores

No Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a Newsletter

* Preenchimento necesssário

Escolha a newslwtter que pretende receber:

Categorias de Artigos